• Reitor da Universidade Federal do Pará destaca a importância da Universitec

  • Em reunião no CNPq, Ministro propõe força-tarefa contra cortes nos fundos de ciência

  • Consórcio com empresa paraense vence licitação internacional

Papo Empreendedor

AddThis Social Bookmark Button
 
Nos dias 27 e 28 de junho, o Programa de Incubação de Empresas de Base Tecnológica (PIEBT) realizará o Papo Empreendedor. O evento é destinado ao público em geral, que tenha o o interesse em saber mais sobre empreendedorismo e criação de empresas. A conversa será focada em duas vertentes: administração financeira, com ênfase em fluxo de caixa, pontos de equilÍbrio e ferramentas de gestão, que contará com a palestrante Júlia Valéria e Desafios do mercado, onde serão abordados temas como cenário, estratégias de poder e Startups, com a participação de Elaine Sena. 
O Papo acontecerá no Auditório da Universitec, de 15h às 17h. As inscrições são gratuitas e podem ser feita pelo link.
 

Start-up poderá receber apoio de até R$ 1 milhão do governo

AddThis Social Bookmark Button

 

http://i.imgur.com/tMwNctG.jpg

A Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) lançou na última segunda-feira (19) um plano para investir em até 50 start-ups (empresas de tecnologia em estágio inicial).

Cada empresa pode receber até R$ 1 milhão da financiadora, que é vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Podem participar da seleção companhias brasileiras com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões.

Entre as áreas de interesse estão educação, cidades sustentáveis, fintechs (tecnologia para setor financeiro), internet das coisas, economia criativa, energia, defesa, mineração, petróleo, biotecnologia, "agritech "e química.

Serão aceitas empresas que tenham ao menos protótipo desenvolvido e que necessitem de recursos para ganhar espaço no mercado.

Desde 2002 a Finep investe em start-ups, porém de modo indireto, aplicando seus recursos para se tornar cotista de fundos de "venture capital" (capital de risco).

Esses fundos costumam buscar empresas mais maduras do que as que serão alvo de investimento do novo programa. Em geral, eles fazem menos injeções de capital com valores maiores, a partir de R$ 3 milhões.

A Finep investiu R$ 257 milhões em 13 fundos do tipo que, até agora, injetaram recursos em 98 empresas –seis dos fundos ainda estão em período de investimento e podem colocar recursos em mais companhias.

Marcos Cintra, presidente da Finep, afirma que a estratégia ajudou a fomentar no restante do mercado a criação de mais fundos do tipo e, por isso, deixou de ser necessário que a instituição seguisse com ela.

Por outro lado, ele diz que são poucas as alternativas de investimento para empresas que têm produto pronto e precisam de investimento girando em torno de R$ 1 milhão para que eles sejam colocados no mercado.

Leia mais...

 

Relatório Semanal de Notícias da ANPROTEC

AddThis Social Bookmark Button

 

Debatedores apontam avanços do 1º ano do Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação

 

Debatedores avaliaram no último dia 13 os avanços do primeiro ano de vigência do Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação (Lei 13.243/16) e sugeriram medidas para ampliar as pesquisas e facilitar o uso do conhecimento científico pelas empresas brasileiras. O assunto foi discutido em audiência pública da Comissão Especial da Inovação Tecnológica em Saúde da Câmara dos Deputados.

Para o diretor de Políticas e Programas de Apoio à Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Jorge Campagnolo, a nova legislação garante segurança jurídica para que o Brasil transforme o conhecimento produzido dentro das universidades em produtos úteis para a população. "O Brasil evoluiu muito na geração do conhecimento. Hoje, o País está entre os 15 maiores produtores de conhecimento. Em compensação, não aproveitamos praticamente nada ou muito pouco desse conhecimento", disse Campagnolo.

O procurador federal junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Leopoldo Muraro, defendeu maiores investimentos no setor de inovação tecnológica. Ele ressaltou que a participação de empresas no fomento de pesquisas beneficia o País como um todo. "Vamos nos unir porque os países do mundo estão indo para a frente e o Brasil está ficando para trás. E aqui tem uma relação interessante, que é uma relação de ganha-ganha: a universidade ganha, a empresa ganha, o Estado ganha e o Brasil como um todo ganha", afirmou.

Leia mais...

 

Time Enactus UFPA discute cenário de Inovação e Empreendedorismo

AddThis Social Bookmark Button

 O Time Enactus UFPA e o Projeto Jovem Empreendedor realizam no dia 11 de julho uma palestra com a Dra. Rose Mary Lopes, presidente da Associação Nacional de Estudos em Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas (ANEGEPE).

O evento irá discutir acerca do atual cenário brasileiro no que diz respeito à inovação e ao empreendedorismo.
Mestre e Doutora em Psicologia Social pela USP, com pesquisas sobre o comportamento, competências e tipos psicológicos de empreendedores e professora nas disciplinas 'Empreendedores e Ação Empreendedora' e 'Gestão de Pequenas e Médias Empresas', Rose Mary Lopes possui vasta experiência na temática do empreendedorismo, tendo sido Coordenadora do Núcleo de Empreendedorismo na Escola Superior de Propaganda e Marketing.

As inscrições custam apenas R$ 6,00 e o pagamento pode ser efetuado em crédito ou boleto.
O link para inscrição você encontra aqui
 

Sectet inicia inscrições para banco de credenciados no Programa Pará Profissional

AddThis Social Bookmark Button

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) iniciou, nesta quarta-feira (14), as inscrições para o credenciamento de profissionais que integrarão o cadastro de instrutores, coordenadores e pessoal de apoio às atividades administrativas em educação profissional e tecnológica no âmbito do Programa Pará Profissional. Os credenciados podem ser chamados a prestar serviços em todos os municípios do Pará de acordo com as demandas do Programa, o que não gera vínculo empregatício com o Governo do Estado, conforme explicita o edital publicado no Diário Oficial do Estado (DOE). O credenciamento também não gera aos cadastrados direito de celebração do termo de concessão de bolsa, tendo o objetivo de criar um banco de credenciados.

 A vigência do credenciamento será de 24 meses a contar da publicação dos nomes dos profissionais no DOE, podendo a duração ser prorrogada por igual período. As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet até o dia 30 de junho de 2017. Serão cadastrados profissionais especializados em diversas áreas de interesse do Pará Profissional, atreladas aos seguintes eixos tecnológicos: Infraestrutura; Turismo, Hospitalidade e Lazer; Recursos Naturais; Controle e Processos Industriais; Ambiente, Saúde e Segurança; Serviços; Produção Cultural e Design; Produção Alimentícia; Informação e Comunicação.

Leia mais...

 

Universitec na Mídia
Empresas Incubadas
Empresas Graduadas
Vitrine Tecnológica
Rede Namor

; friv 4 school
cilt bakimi cilt bakim sac bakimi cilt bakimi sac bakimi diyet makyaj makyaj teknikleri guzellik guzellik maskeleri
instagram beğeni hilesi instagram takipçi kasma instagram takipçi hile instagram takipçi hilesi
satılık eksisozluk hesabı kilo verme Gelinlik modelleri liseli porno pendik escort pendik escort